Arquivos na categoria: Aprendendo e ensinado com as TIC’s

Projeto Fantasminha

Olá pessoal, tudo bem?

Esta semana tivemos a última aula do curso “Ensinando e Aprendendo com as TIC’s”, com a professora Ju Soltes, e para concluir tal curso, tivemos que realizar e aplicar um projeto que relacionasse a cidade de Ponta Grossa com as TIC’s. Por esse motivo escolhi o Operário Ferroviário Esporte Clube, que traz muito da história de nossa cidade em sua história!

Segue abaixo o projeto que realizei!  

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PONTA GROSSA

NÚCLEO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PROFESSOR ANTÔNIO ARMANDO CARDOSO DE AGUIAR

PROJETO FANTASMINHA

1- IDENTIFICAÇÃO:
NOME DA ESCOLA: Rubens Edgard Fürstenberger
SÉRIE: 2º ano.
NÚMERO DE ALUNOS: 24 alunos.
PROFESSOR RESPONSÁVEL: Giseli Romaniw Pilarski

2- PROBLEMÁTICA A SER ESTUDADA:
O “Projeto Fantasminha” visa aproximar os educandos da história da cidade de Ponta Grossa, alicerçada nos mais de 100 anos de tradição e cultura trazidos pelo Operário Ferroviário Esporte Clube. Tudo isso, utilizando a tecnologia como fonte de estudo e pesquisa, aproximando a história dos nossos antepassados a realidade vivenciada nos dias de hoje por nossos alunos.

3- JUSTIFICATIVA:
O Operário Ferroviário Esporte Clube, tem intima ligação com a história e crescimento de nossa cidade. Defino (2013) nos relata que assim como a Taça de Viva Velha, o Operário é um símbolo de Ponta Grossa, que nos representa por todo o país.
Além disso, através deste admirável time de futebol, podemos compreender a relação de trabalho que tínhamos a cem anos atrás, bem como a importância das ferrovias e como isso influenciou no crescimento de nossa cidade.
Com as tecnologias disponibilizadas em nossa escola poderemos compreender todos estes aspectos de forma atual e contextualizada, aproximando a história de Ponta Grossa aos nossos alunos, por meio do futebol.

4- OBJETIVOS:
Este projeto tem como objetivo aproximar a história de Ponta Grossa aos alunos, contextualizando-a com a trajetória do Operário Ferroviário Esporte Clube, com o apoio de recursos tecnológicos a fim de aproximar este conhecimento a realidade e interesse dos alunos.

5- CONTEÚDOS:

  • Conversa dirigida;
  • Diferentes tipos de gêneros textuais;
  • Escrita de textos coletivos;
  • Escrita de texto individuais;
  • Leitura dirigida de textos verbais e não verbais;
  • Utilização de fontes históricas;
  • História da cidade de Ponta Grossa;
  • Utilização e manipulação de recursos tecnológicos.

6- DISCIPLINAS ENVOLVIDAS:

  • Língua Portuguesa;
  • Matemática;
  • Conhecimentos Sociais;
  • Artes.

7- METODOLOGIA/PROCEDIMENTOS/CRONOGRAMA:
Metodologia de natureza participativa, onde os alunos terão contato com o conhecimento e também irão praticá-lo, participando ativamente da aquisição do conhecimento.
A realização do projeto será em uma turma de 2º ano, com alunos de seis a sete anos de idade, sendo desenvolvido através de conversas e trabalhos em grupos, pesquisas na internet e discussões sobre a história do Operário Ferroviário Esporte Clube, que está diretamente ligada com a história de nossa cidade
O projeto será aplicado em um período de 7 dias letivos, sendo realizado a partir do seguinte cronograma:

  • 1º dia: Conversa sobre o tema, seguida da leitura e listagem dos pontos mais importantes do livre “Operário e Operarianos – A história do Operário Ferroviário para crianças” de Ângelo Luiz de Col Defino. Em seguida, os alunos farão uma pesquisa na internet sobre o clube, apresentando para os colegas o que encontram em tal pesquisa. Como tarefa, os alunos deverão pesquisar com seus pais e parentes, assuntos relacionados com o clube.
  • 2º dia: Elaboração de um mural com a pesquisa dos educandos, estudo dos livros “Imortal Operário Ferroviário – as histórias do Fantasma de Vila Oficinas” de Defino e “Futebol Ponta-grossense – recortes da história” de José Cação Ribeiro Junior, com a utilização de cartazes com a história do Operário através de imagens e fotos. Confecção artística de um fantasma, símbolo do clube. A tarefa será uma cruzadinha relacionada com o Operário Ferroviário.
  • 3º dia: Elaboração de um texto coletivo onde os alunos relatarão um possível jogo do Operário com algum outro time de sua escolha. Ilustração da redação no caderno de desenho. Situações problemas de âmbito matemático relacionando o clube com os problemas a serem resolvidos.
  • 4º dia: Elaboração de uma cartaz com notícias sobre do clube. Escrita de e-mails destinado aos jogadores do time, relatando sobre seus estudos e suas expectativas sobre o time. Jogo de futebol disponível no G Compris, estimulando a coordenação e agilidade dos alunos.
  • 5º dia: Conversa sobre o tema e elaboração de perguntas a serem realizadas com os jogadores do Operário.
  • 6º dia: Aula passeio ao Estádio Germano Krüger. A tarefa neste dia será a elaboração de um texto sobre o passeio.
  • 7º dia: Digitação dos textos realizados pelos alunos. Estes estarão disponíveis na biblioteca da escola, em formato de um livro, a fim de socializar a ideia dos alunos.

9- REGISTRO DO PROCESSO:
O “Projeto Fantasminha” teve início com conversas sobre o tema, seguida de estudos e pesquisas (tanto na escola, como em casa). A utilização de livro e os recursos tecnológicos foram de fundamental importância para a realização do projeto.
Após a aquisição de conhecimento teórico sobre o tema, os alunos fizeram uma aula-passeio ao estádio Germano Kruger, onde puderam conhecer na prática a realidade estudada.

Obs.: A nossa visita ao estágio também foi registrada pelo site do Operário, para acessar clique aqui!
Acredito que conciliar a história de nossa cidade com a história do Operário Ferroviário tornou a aquisição de tal conhecimento algo mais atrativo e significativo para nossos alunos.

10- AVALIAÇÃO E RESULTADOS ESPERADOS:
De forma geral, acredito que o projeto conseguiu atingir seus objetivos, pude trabalhar a história de Ponta Grossa de uma forma atrativa, conciliando-a com o nosso futebol, além de inserir a tecnologia neste processo, tornando as aulas mais divertidas e prazerosas.

11- DIVULGAÇÃO:
A divulgação do nosso trabalho se deu através de um livro com a relato dos alunos sobre a visita ao campo do Operário Ferroviário. Este, que além das redações conterá também fotos do passeio, ficara disponibilizado na biblioteca da escola, para que outros alunos tenham acesso.
A tecnologia foi de fundamental importância em nosso projeto, através dela, podemos pesquisar e torna possível muitas etapas no nosso projeto, sendo uma forma atrativa e prazerosa de estudar a história do Operário Ferroviário, juntamente com a história de Ponta Grossa.

12- Referências
DEFINO, A. L. de C. Operário e Operarianos – A história de Operário para crianças. Ponta Grossa: Estratgium, 2013.
DEFINO, A. L. de C. Imortal Operário Ferroviário – as histórias do Fantasma de Vila Oficinas. Ponta Grossa: Estratgium, 2012.
RIBEIRO, J. C. Futebol Ponta-grossense – Recortes da história. Ponta Grossa: UEPG, 2004.

Até a próxima! ;)

Utilizando imagens da realidade

Boa noite!

Na aula de “Ensinando e Aprendendo com as Tic’s”, com a professora Juliana Soltes, planejamos uma aula a partir de imagens capturadas ao redor da escola. Como a Instituição onde realizamos o curso é localizada em uma região alta de nossa cidade, foi fácil observar a riqueza de imagens que teríamos acesso.

Partindo disso, elaborei minha aula baseada nas paisagens que encontramos nesta região, destacando a Zona Urbana, com as áreas centrais, residenciais e industriais.

Abaixo segue o planejamento para tal aula:

UTILIZANDO IMAGENS DA REALIDADE – ESTUDANDO A NOSSA CIDADE

Objetivos:

-Reconhecer as diversas áreas da Zona Urbana, na cidade de Ponta Grossa;

-Identificar em qual área da Zona Urbana está localizada a residência do aluno;

-Observar as diferenças encontradas nas áreas da Zona Urbana;

-Observar os tipos de moradia encontrados em nossa cidade.

Incentivação: Explorar as imagens captadas no entorno na escola, mostrando o que podemos encontrar nas áreas da nossa Zona Urbana, como a área central, residencial e industrial.

Explicação: Podemos compreender a importância de explorar de as áreas, as paisagens e os diversos tipos de moradias encontrados em nossa cidade. Para isso, vamos relacionar as fotos capturadas no entorno da escola, relacionando com a realidade dos alunos, questionando em qual localidade os educandos moram, se conhecem outras áreas e a utilidade das mesmas (ressaltando a importância da área industrial para o crescimento de nossa cidade, a área central como ponto de comércio em nosso município e os bairros como local de moradia).

Atividade:

- Confeccionar uma maquete, destacando as diferentes áreas da Zona Urbana encontradas em nossa cidade (central, residencial e industrial).

- Fazer uma redação coletivamente, narrando o que os alunos compreenderam do assunto estudado, relacionando com o seu cotidiano e a realidade em que vivem.

- Ilustrar em uma folha o seu tipo de moradia e a residência de seus vizinhos. Estes, serão dispostos em mural e exposto para a escola.

Agradecimento especial a colega de turma Janaina Hornung, que me ajudou na obtenção das imagens.

Beijos e até a próxima! ;)

GCompris Jogos Educacionais

Boa noite!

Na nossa aula “Ensinando e Aprendendo com as Tic’s”, com a nossa querida professora Juliana Soltes, vimos novamente a riqueza dos jogos do GCompris, jogos estes que encontramos no Linux Educacional.

Sobre estes jogos, fizemos uma tabela relacionando tais jogos com os conteúdos que podem ser trabalhados em sala de aula, seus pontos positivos e uma relação de atividades educativas que podem ser feitas antes e depois da utilização dos jogos, além de algumas observações oportunas a cada jogo destacado.

 Segue abaixo a tabela realizada:

Beijos e até a próxima! ;)

Análise de diferentes blogs

Bom dia, pessoal!

Atividade de hoje, proposta pela nossa querida professora Juliana Soltes, no curso “Ensinando e Aprendo com as TIC’s” é explorar alguns blogs elaborados por escolas, alunos e ex-alunos. Nestes, devemos elaborar uma análise, relatando do que se trata tal blog, pontos interessantes, críticas, sugestões…

Escolhi o blog “A hora e a vez”, sendo este, uma página na internet elaborada por produções feitas pelos alunos do Colégio Stockler, como relatado no próprio blog, as publicações feitas pelos alunos “(…) mostram muito mais do que suas próprias opiniões sobre esses temas: revelam promessas dessa geração que deve enfrentar os desafios deixados sem resolução por seus antecessores.”

Imagem do blog “A hora e a vez”

Achei uma ideia muito interessante, e isso pode ser facilmente trazido para a nossa realidade com alunos no ensino fundamental (primeiros anos), onde os alunos podem elaborar suas produções textuais (em seu nível de alfabetização) partindo de um tema, e este, ser publicado em blogs para visualizações posteriores, com acesso para pais, outros professores e para a comunidade como um todo.

Acredito que a ideia do Colégio Stockler deve ter continuidade e também espalhar tal ideia para outras escolas, um blog super completo que propaga a educação de uma forma atual e conectada com a realidade dos nosso alunos, tornando e educação mais atrativa para os educandos da atualidade.

Beijooos ;)

Projeto: O Nosso Jardim

Olá pessoal, tudo bem?

Então, como vocês já sabem, estou fazendo um curso de TIC’s, e ao termino desse nos foi solicitado a elaboração e aplicação de um projeto que englobasse as tecnologias e um conteúdo a ser trabalhado em sala de aula. Desta forma, optei pela preservação da natureza. Segue abaixo o projeto completo! ;)

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PONTA GROSSA
NÚCLEO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PROFESSOR ANTÔNIO ARMANDO CARDOSO DE AGUIAR

PROJETO:

O NOSSO JARDIM
Aproximando a Natureza

1- IDENTIFICAÇÃO:
NOME DA ESCOLA: Haydeê Ferreira de Oliveira
SÉRIE: O projeto será aplicado em uma turma de 1º ano, porém será socializado com os outros alunos da escola.
NÚMERO DE ALUNOS: 32 alunos.
PROFESSOR RESPONSÁVEL: Giseli Romaniw

2- PROBLEMÁTICA A SER ESTUDADA:
O projeto “O Nosso Jardim – Aproximando a natureza” visa à conscientização ambiental por meio da tecnologia, aproximando essa realidade dos alunos, tendo em vista que a natureza não se caracteriza apenas pelas florestas que estão distantes do dia a dia dos educandos, mas também toda a flora e fauna que os cerca diariamente.
A tecnologia tem a finalidade de conscientizar os alunos sobre a importância dos cuidados com o meio ambiente, trazendo para si a responsabilidade de cuidar e preservar a natureza.

3- JUSTIFICATIVA:
É de grande importância compreender que vivemos em um mundo que está em constante expansão tecnológica e podemos utilizar este fato em favor da educação, tornando as aulas mais interativas e prazerosas, contribuindo assim na aquisição de conhecimento de nossos alunos.
Outro ponto relevante do projeto é a conscientização ambiental, pois é preciso cuidar da natureza e fazer nossos alunos compreenderem a importância desses cuidados. Trazer essa realidade para o dia a dia da criança também é de suma importância, pois vivenciando tais cuidados com o meio ambiente, a compreensão torna-se mais fácil e entender o que se deve fazer torna-se um ato intrínseco.
Desta forma, este projeto justifica-se pela importância da conscientização ambiental, alicerçada a tecnologia.

4- OBJETIVOS:
Este projeto tem como objetivo conscientizar os alunos sobre os problemas ambientais encontrados na atualidade, bem como a utilização de recursos tecnológicos para a aquisição de tais conhecimentos.

5- CONTEÚDOS:
• Diferentes tipos de gêneros textuais;
• Escrita de textos coletivos;
• Partes e funções das plantas;
• Produções artísticas.

6- DISCIPLINAS ENVOLVIDAS:
• Língua Portuguesa;
• Conhecimentos Naturais;
• Conhecimentos Sociais;
• Artes.

7- METODOLOGIA/PROCEDIMENTOS/CRONOGRAMA:
Metodologia de natureza participativa, onde os alunos terão contato com o conhecimento e também irão praticá-lo, participando ativamente da aquisição do conhecimento.
A realização do projeto será em uma turma de 1º ano, com alunos de cinco a seis anos de idade, sendo desenvolvido através de conversas e trabalhos em grupos, discussões sobre os cuidados que devemos ter com a natureza, a importância da natureza para a nossa sobrevivência, a elaboração de um jardim para a compreensão de tais conceitos. A socialização destes conhecimentos será realizada a partir da produção de um vídeo feito pelos alunos, que será transmitido para todos os alunos da escola.
O projeto será aplicado em um período de cinco dias, sendo realizado a partir do seguinte cronograma:
• 1º dia: discussão sobre a importância da natura para a sobrevivência humana;
• 2º dia: partes das plantas, quais são e para que servem;
• 3º dia: elaboração de um jardim na escola;
• 4º dia: produção de um vídeo, conscientizando o restante da escola sobre a importância de cuidarmos da natureza;
• 5º dia: exibição do vídeo produzido pelos alunos.

8- RECURSOS A SEREM UTILIZADOS:
• Livros de Literatura infantil;
• Flores para a elaboração do Jardim;
• Câmera digital para capturar imagens e vídeos;
• Computador para a construção do vídeo;
• Projetor Multimídia para a exibição do vídeo feito pelos alunos.

9- REGISTRO DO PROCESSO:
O projeto teve início com conversas em sala de aula, seguidas de leituras de livros didáticos e de literatura infantil sobre o tema. Os alunos fizeram trabalhos em grupos a fim de discutir a importância da natureza para os seres vivos e também construímos uma árvore com todas as partes de uma planta, para assim poderem perceber como acontece a respiração através das folhas, absorção de água pela raiz, a polinização através das flores, a utilidade do fruto para preservar a semente, todos os aspectos pertinentes relacionados com as plantas, a natureza e a importância destes para o ser humano.
Após a aquisição de conhecimentos teóricos sobre o tema, partimos para o prático, com elaboração de um jardim em nossa escola. Os alunos participaram ativamente do processo, desde a preparação da terra, o plantio das mudas de flores, até a manutenção do nosso jardim, regando-o uma vez por dia, com auxilio da professora.

Acredito que a prática auxilia na compreensão do conteúdo estudado. Participando ativamente da construção do jardim, os alunos entenderam que devemos cuidar da natureza e o porquê destes cuidados, tornando-se cidadãos mais conscientes ecologicamente e mais cuidadosos com o nosso jardim.

10- AVALIAÇÃO E RESULTADOS ESPERADOS:
De forma geral, acredito que o projeto conseguiu atingir seus objetivos, pois pude trabalhar vários conceitos sobre a preservação da natureza, além de inserir a tecnologia neste processo, tornando as aulas mais divertidas e prazerosas para meus alunos.

11- DIVULGAÇÃO:
A divulgação do nosso trabalho se deu através de um vídeo, onde os alunos mostram a elaboração do nosso jardim e fizeram depoimentos sobre a importância da natureza. Este vídeo foi exibido para toda a escola, a fim de mobilizar o maior número de pessoas para cuidarem do nosso jardim e da natureza como um todo.
A tecnologia foi de fundamental importância em nosso projeto, através dela, podemos divulgar nosso trabalho e passar tais conhecimentos para um número grande de crianças de forma atrativa e prazerosa.