Monthly Archives: setembro 2016

“As centopéias e seus sapatinhos” – Gênero bilhete e noção numérica

Olá pessoal, tudo bem?

Trabalhei um tempo atrás o livro “As centopéias e seus sapatinhos”, do autor Milton Camargo, explorando o gênero textual “Bilhete” e numerais de 1 á 10, destinando as atividades à educandos de 1º ano.

Planejamento e aplicação:

Inicie as atividades com a leitura da história: “As centopéias e seus sapatinhos”, seguida de conversa sobre a temática abordada pelo livro.

No caderno de atividades, trabalhamos com o gênero “bilhete”, através da proposta de escrever um bilhete para a vendedora da história, dizendo que a personagem centopéia não poderá ir comprar os sapatos, realizando um elo entre o que foi ouvido e a atividade a ser realizada.

Fazer textos coletivos é sempre prazeroso, as crianças se divertem aprendendo. Eles se empolgam e adoram inventar histórias! O nosso bilhete ficou da seguinte forma:

“DONA JOANINHA

NÃO PODEREI IR À SUA LOJA COMPRAR SAPATOS PORQUE CAÍ DA ESCADA E QUEBREI QUATRO PERNINHAS.

CENTOPÉIA”

Em seguida, trabalhamos com os alunos os numerais de 1 a 10, usando as partes do corpo da centopéia para exemplificar as quantidades. Os alunos confeccionaram um cartaz, colando bolinhas correspondentes às quantidades indicadas.

Com tampinhas de garrafas, demos continuidade a atividade anterior, contando as tampinhas e 1 a 10 e montando uma centopéia. Utilizei tampinhas de garrafa pet para que todos pudessem contar até o número 10 com materiais concretos, podendo ter uma noção real da quantidade. Comecei pedindo para que eles separassem uma tampinha, depois duas, três, até que chegassem ao dez. Feito isso, deixei que brincassem com as tampinhas, montando uma centopéia.

Por fim, os alunos receberam uma centopéia semelhante a centopéia do cartaz, para que pintassem e numerassem até 10. Depois, recortaram e colaram no caderno de desenho.

 

Uma atividade simples para trabalhar o gênero “Bilhete” e noções de quantidade de numerais de 1 a 10.

Beijos e até a próxima! ;)

Sequência didática: “Quem vai ficar com o pêssego?” – Medidas de Massa, Comprimento e Capacidade

Apliquei a algum tempo atrás uma Sequência Didática utilizando a história “Quem vai ficar com o pêssego?”, do autor Yoon Ah-Hae, com a intenção de trabalhar as medidas de massa, comprimento e capacidade em uma turma de 1º ano, de uma forma divertida e prazerosa.

SEQUÊNCIA DIDÁTICA

Planejamento e aplicação:

Primeiro dia

- Atividades propostas: Comecei as atividades da sequência didática com a leitura do livro “Quem vai ficar com o pêssego?”, seguida de conversa sobre o tema. Após a leitura do livro, iniciemos as noções de MEDIDAS DE COMPRIMENTO, fazendo uma ligação com a história que ouvimos. Para isso, medimos cada aluno com um pedaço de barbante; estes barbantes foram dispostos em um cartaz, para que os alunos pudessem visualizar quem é o mais alto, o mais baixo e quantos são do mesmo tamanho.

Com essas atividades realizadas, mostrei para os educandos o metro, a trena, a régua, questionando-os se sabem para que serve e o que podemos medir com tais instrumentos. Dando continuidade à aula, utilizei o livro de matemática “Bem-me-quer”, material disponibilizado para todos os alunos em sala de aula.

- Síntese Integradora: Brincadeira “Mamãe eu posso?”; os alunos, na quadra da escola, ficarão enfileirados, um líder dará as ordens, sendo elas: Passo de formiguinha (passos bem pequenos), Passos de cachorro (passos normais) e Passos de elefantes (passos bem grandes) a fim de perceberem como as distâncias podem variar, mesmo utilizando o mesmo tipo de passo, pois temos pés de tamanhos diferentes, assim como os animais da história estudada.

Segundo dia

- Atividades propostas: Retomarei a história contada no dia anterior “Quem vai ficar com o pêssego?”, relembrando que um dos fatores do desempate na história seria o peso dos personagens. Em seguida, os alunos foram pesados com uma balança, para podermos comparar os seus pesos e ver quais são mais pesados, os mais leves e quais tem o mesmo peso.

Após a pesagem, fizemos uma brincadeira onde os alunos, divididos em dois grupos, deveriam comparar o peso diversos produtos (pacotes de alimentos, frutas, caixas, entre outros) afim de perceber qual é o mais pesado, iniciando assim a MEDIDA DE MASSA. Dando continuidade à aula, utilizei o livro de matemática “Bem-me-quer”, como já foi citado, material disponibilizado a todos os alunos em sala de aula.

- Síntese Integradora: Partindo do livro trabalhado, escrevemos uma carta para os animais da história, sugerindo que eles dividissem o tal pêssego entre eles e como é bom dividir as coisas com os nossos colegas.

 

Terceiro dia

- Atividades propostas: Retomei novamente a leitura do livro “Quem vai ficar com o pêssego?”, mais agora a proposta é a escrita de uma receita de suco de pêssego, propondo também a divisão deste suco a todos os personagens da história. (Lembrando que se trata de uma turma de 1º ano, logo, a divisão será feita em forma de desenho). Esta receita foi exposta em um cartaz no fundo da sala.

Para introduzir a MEDIDA DE CAPACIDADE, foi feita a seguinte experiência: em duas jarras de tamanhos diferentes, havia a mesma quantidade de água. Questionei os alunos sobre qual jarra tem mais água; em seguida, dividi as jarras de suco em copos iguais, mostrando assim que as jarras possuem a mesma quantidade de suco, fazendo com que os educandos percebam que as jarras eram diferentes, mas possuíam a mesma capacidade. Dando continuidade à aula, utilizarei o livro de matemática “Bem-me-quer”.

- Síntese integradora: mostrar aos alunos uma jarra com medida para 2 litros de água e questioná-los: “Se eu tenho 8 pacotinhos de suco, cada pacote precisa ser misturado a 1 litro de água, precisarei de quantas jarras de 2 litros para fazer os 8 pacotinhos de suco?”. Preparar o suco juntamente crianças para perceberem o quanto de água foi usado. No final, cada aluno receberá um copo de suco.

Quarto dia

- Atividades propostas: Retomei a história trabalhada no decorrer da semana e o que aprendemos durante esta semana. Em seguida, fizemos um cartaz coletivo com recortes de revistas, dividindo em três grupos: METRO, LITRO e PESO.

- Síntese integradora: Os alunos desenharam em seus cadernos tudo o que aprendemos no decorrer desta semana.

Uma Sequência Didática simples, mas que trabalha de forma integrada as medidas de massa, comprimento e capacidade. Espero que tenham gostado!

;*